>(MA) Quadrilha presa no interior é transferida para São Luís

>

Foram apresentados no final da tarde de ontem, no auditório da Secretaria de Segurança Pública do Maranhão (SSP-MA), os integrantes de uma quadrilha especializada em roubo de cargas capturados em Barra do Corda, na madrugada do último sábado, 22. Os acusados estavam presos na Delegacia Regional daquele município e foram transferidos ontem, para São Luís, por homens do Grupo Tático Aéreo (GTA).

A prisão de Raimundo Ferreira Barros, o “Neto de Davinópolis”, 45 anos; Sebastião Fernandes de Oliveira, conhecido como “Téo” ou “Tião”, 35 anos; Jeovah Barbosa Lira, 43 anos; e de Daniel Coelho Pinto, 45 anos, aconteceu após eles terem tomado de assalto um caminhão da Souza Cruz, carregado de cigarros. O crime aconteceu por volta das 19h de sexta-feira, 21, na cidade de Bacabal.

Durante a apresentação, o secretário adjunto de Inteligência, Laércio Costa, disse que a quadrilha da qual os quatro homens fazem parte age em todo o Maranhão, roubando cargas, além de assaltar bancos e agências dos Correios. Mas que, a especialidade da quadrilha, na verdade, seriam caminhões carregados com cigarros, principalmente nas BRs 135, 222 e 316.

Laércio Costa também informou que a última ação da quadrilha foi o assalto praticado na noite de sexta-feira, em um posto de gasolina, na sede do município de Bacabal, contra a carga de cigarros da Souza Cruz. Porém, o secretário disse que o bando já estava sendo monitorado pelo Serviço de Inteligência da SSP.

O delegado geral da Polícia Civil, Nordman Ribeiro, afirmou que a polícia já tinha conhecimento das ações de Raimundo Barros, que era morador de Davinópolis, mas se mudou para Grajaú, onde tem uma fazenda e comandava sua quadrilha. E que na hora do assalto, Neto de Davinópolis estava em um veículo Astra, acompanhado de Sebastião Fernandes, dando apoio para o restante do bando. “Após tomarem de assalto ao veículo da Souza Cruz, os assaltantes transferiram toda a carga, 45 caixas de cigarros, para um caminhão Mercebes Benz toco, do tipo bicudo, que estava carregado de peixes. Dessa forma, eles visavam disfarçar o cheiro dos cigarros”, relatou.

Nordman Ribeiro contou que, depois do assalto, houve a comunicação do fato para o comandante da Polícia Militar, coronel Franklin Pacheco, que determinou a montagem de barreiras nas estradas que ligam Bacabal a Grajaú, para onde a carga deveria ser levada a fim de ser escondida na fazenda de Neto. A prisão do bando ocorreu próximo a Barra do Corda, em uma das barreiras montadas pela PM, quando foram parados o caminhão e o Astra, estando dois dos acusados em cada veículo.

Durante revista no caminhão os policiais localizaram a carga em um fundo falso, além de duas escopetas calibre 12, duas pistolas 380, uma pistola 9mm, dois coletes à prova de bala, 104 munições. Foi informado ainda que o bando estaria de posse de dois fuzis, mas eles não foram localizados pela polícia. Os militares também foram à fazenda de Neto, e lá encontraram parte de outra carga de cigarros, fumos Trevo, isqueiros, entre outros materiais.

Antecedentes criminais – Dos quatro acusados o único que não havia informações de prisões anteriores é Daniel Coelho Pinto. Raimundo Ferreira Barros já foi capturado várias vezes por assalto a bancos e cargas no Maranhão e no Pará; ele é irmão de Cleginaldo Ferreira Barros, o “Cleiton de Imperatriz”, que está preso no Rio Grande do Norte, e de Reginaldo Barros, que foi morto durante confronto com a polícia após o assalto a uma agência bancária no município de Governador Eugênio Barros. Sebastião Fernandes de Oliveira responde por um assalto praticado em uma joalheria na cidade de Teresina, no Piauí; já Jeovah Lira responde por um homicídio em Porto Franco e assaltos a cargas.

O superintendente de Polícia Civil do Interior, delegado Jair Lima de Paiva, disse que a quadrilha é formada por mais pessoas, entre elas um filho de Neto de Davinópolis, identificado apenas como Raifran, que também pode ter participado ao roubo da carga de cigarros. Jair de Paiva afirmou que foi aberto um inquérito na Delegacia Regional de Bacabal, para investigar o roubo da carga de cigarros; e outro em Grajaú, para apurar a localização de espingardas na fazenda de Neto.

FONTE: JORNAL PEQUENO

>(SP) Estivador acusado de liderar quadrilha de roubo de cargas recorre ao Supremo

>

O Supremo Tribunal Federal (STF) recebeu pedido de Habeas Corpus (HC 107015) impetrado pela defesa do estivador M.F.C., preso preventivamente por furto e formação de quadrilha, previstos, respectivamente, nos artigos 155 e 288 do Código Penal. Embora a Súmula 691 do Supremo não permita o recurso ao STF contra liminar indeferida no tribunal de origem, no caso o Superior Tribunal de Justiça (STJ), os advogados alegam que o acusado está preso preventivamente desde 28 de abril de 2009 e, por isso, vem sofrendo constrangimento ilegal.

Para os advogados, a prisão é manifestamente ilegal por extrapolar o prazo fixado em lei. “A instrução criminal não se encerrou, e esse retardamento não pode ser imputado à defesa. O paciente está, na verdade, cumprindo antecipadamente uma pena sem condenação, o que é vedado em nosso ordenamento jurídico”, argumenta a defesa.

A prisão do estivador foi decretada pela Justiça Federal paulista após a Polícia Federal deflagrar operação que investiga a existência de organização criminosa especializada em furtar embarcações atracadas no Porto de Santos (SP). Segundo as investigações, M.F.C. seria líder da quadrilha responsável por abordar os navios por meio de pequenas embarcações nas quais recepcionava a carga que já havia sido furtada pelos demais integrantes do bando que atuavam a bordo, como estivadores.

O pedido de revogação da prisão preventiva do estivador foi negado pelo Tribunal Regional Federal da 3ª Região, em São Paulo. A defesa, então,  ingressou com um habeas corpus no STJ, que manteve a decisão da corte paulista.

Os advogados sustentam, no entanto, que a manutenção da prisão do estivador ofende os princípios da não culpabilidade e da motivação das decisões judiciais, e configura inobservância da duração razoável do processo. “Decorre da garantia constitucional do devido processo legal e da presunção de não culpabilidade o direito do acusado de ser julgado em prazo razoável ou, não o sendo, de ser colocado em liberdade”, afirma a defesa no HC impetrado no Supremo.

FONTE: CORREIO DO BRASIL

>(MA) Polícia prende quadrilha especializada em roubo de cargas em São Luís

>

SÃO LUÍS – As polícias Civil e Militar desarticularam, na madrugada de ontem (22), uma quadrilha especializada em roubo de cargas e assaltos a bancos no interior do Maranhão.

Foram presos: Jeovah Barbosa Lira (43 anos), Raimundo Ferreira Barros (45 anos), mais conhecido como “Neto de Davinópolis”, Sebastião Fernandes de Oliveira (35 anos) conhecido como “Teó” e Daniel Coelho Pinto (45 anos).

Com eles, a polícia apreendeu duas escopetas calibre 12, duas pistolas 380, dois revólveres calibre 38, uma pistola 9mm, 2 coletes balísticos e 104 munições de vários calibres, que estavam no fundo falso do caminhão. Foi encontrada também a carga roubada de aproximadamente 45 caixas de cigarros. O grupo também estava com dois fuzis.

O bando foi autuado em flagrante na delegacia de Barra do Corda pelos crimes de formação de quadrilha e roubo de carga, e deve ser transferido para São Luís, nesta segunda-feira (24) para ser apresentado Secretaria de Segurança Pública (SSP).  A quadrilha foi presa após monitoramento e levantamento de informações do Serviço de Inteligência da SSP.

FONTE: PORTAL DA AMAZONIA

>(PR/SC/RJ) PF prende quadrilha que desviava carga no Porto de Paranaguá

>

Uma operação da Polícia Federal prendeu nesta quarta-feira oito integrantes de uma quadrilha que desviava cargas no Porto de Paranaguá, no Paraná.

Desde o início do dia, a Operação Dallas cumpre dez mandados de prisão e apreensão no Estado e em Santa Catarina e no Rio de Janeiro. A mobilização conta com 29 equipes policiais e apoio da Receita Federal e do Ministério Público.

De acordo com a PF, os suspeitos serão transferidos para o sistema penitenciário e ficarão à disposição da Justiça Federal.

A quadrilha investigada estaria se apropriando da “retenção técnica”, percentual excedente enviado para o exterior para cobrir quebras normais nas operações de armazenagem e embarque de granéis.

As irregularidades prejudicam a imagem do país no exterior, destaca a Receita Federal do Brasil. Provocam ainda a elevação do custo com seguros de cargas e reduzem a competitividade dos produtos brasileiros no exterior.

Os envolvidos podem responder por crimes de estelionato, apropriação indébita, falsidade ideológica, inserção de dados falsos em sistemas informatizados, descaminho e formação de quadrilha

FONTE: E BAND

>(SP) Imagens mostram assalto a empresa na Zona Leste de SP

>

Valor da carga recuperada pela polícia é estimado em R$ 1,5 milhão.
Cinco suspeitos foram presos e outros cinco conseguiram fugir.

http://video.globo.com/Portal/videos/cda/player/player.swf

As imagens do circuito de segurança de uma empresa mostram o momento em que um grupo de dez homens invadiu uma transportadora de peças automotivas na Zona Leste de São Paulo no domingo (16). Cinco suspeitos de participação na quadrilha foram presos pela Polícia Civil momentos após o assalto. Outros cinco conseguiram fugir. O valor da carga recuperada pela polícia é estimado em R$ 1,5 milhão. São 15 mil bombas de lubrificação de motores automotivos.

As imagens mostram quando caminhões manobram para entrar no pátio. O motorista do primeiro veículo bate no portão, que sai do trilho. O grupo tem que colocar o portão de volta no lugar para o segundo caminhão conseguir entrar.

Os criminosos chegaram à indústria, no bairro do Pari, por volta das 6h30 do domingo, simulando uma entrega. Um dos assaltantes chamou o vigia, que acabou sendo rendido. A ação da quadrilha demorou pelo menos duas horas. Como o grupo já estava sendo investigado, a polícia conseguiu prendê-los em flagrante a dois quarteirões do local.

O grupo de combate a facções do Deic, o Departamento de Investigações sobre o Crime Organizado, trabalhou durante um mês até prender os criminosos. Os presos foram indiciados por roubo e formação de quadrilha.

FONTE: G1 SP

>(SP) Polícia Civil prende quadrilha de roubo de carga, em São Paulo

>http://www.r7.com/r7/service/video/playervideo.html?play=true&idMedia=69ba6ba8e308e3fe0fb4c97e524364d9&video=http%3A//webcast.sambatech.com.br/000482/account/8/3/69ba6ba8e308e3fe0fb4c97e524364d9/ER7_RE_RN_ROUBOCARGA_470kbps_2011-01-17.mp4%3Fc593e66de0e460110dd967262e551f8e46fa359b8f2a93de9359377621aeca62b92f5cd1a61b314536cc5a478ba89711001503bad64dc9bc462c0de02b52705d54a9829eb9ff3ddb9012080e6bc59508&linkCallback=undefined&thumbnail=true&idCategory=64A quadrilha era investigada há mais de um mês. No último domingo (16), a Polícia prendeu cinco integrantes da quadrilha de roubo de carga. A última ação do grupo foi em uma empresa de bombas de lubrificação de motores, onde a mercadoria foi avaliada no equivalente a R$ 1, 5 milhão.

FONTE: RECORD NOTICIAS

>(ES) Assaltantes roubam carga de cigarro em Cariacica e fazem festa para comemorar crime

>

Um veículo que transportava uma carga de cigarros foi assaltado no final da tarde da última sexta-feira (14) quando passava pelo bairro Jardim Botânico, em Cariacica. Após o crime, os bandidos foram detidos em São Torquato, em Vila Velha, durante uma festa regada a bebida alcoólica e a suspeita é que eles estariam comemorando o crime.

Ao todo, 11 pessoas que estavam na casa onde acontecia a festa foram detidas e encaminhadas para o DPJ de Vila Velha. Um dos suspeitos de participar do crime afirmou que parte da carga de cigarros já havia sido vendida.

Os policiais conseguiram identificar os acusados porque o veículo era monitorado por satélite. No imóvel também foram encontrados duas pistolas, um revólver calibre 38, munição, vários maços de cigarros e R$ 3 mil.

A mercadoria roubada, segundo a polícia, seria vendida por um preço mais barato para estabelecimentos comerciais da Grande Vitória.

FONTE: FOLHA VITORIA

>(PR/SP) Farto armamento é apreendido em carro de bandido morto

>

Um suspeito de envolvimento em uma quadrilha que planejava roubar bancos, cargas e carros-fortes morreu em uma troca de tiros com policiais do Centro de Operações Policiais Especiais (Cope) na noite de quinta-feira, no Capão Raso.

Diego Rodrigo da Mota Barbosa, 21 anos, teria vindo há 15 dias, com seis a oito comparsas, de São Paulo. Ele é natural de Ivaiporã, norte do Paraná, já foi preso em 2009 por assalto a lotérica, em Curitiba.
O delegado Hamilton da Paz, do Cope, disse que várias informações apontavam que uma quadrilha paulista, bem armada e organizada, preparava-se para agir por aqui e chegou-se ao endereço suspeito.

Investigadores faziam campana em frente à residência alugada pela quadrilha, no Condomínio Santo André, Rua Pedro Gusso, quando Diego chegou em um Honda Fit.

“Quando ele percebeu a presença dos policiais, começou a atirar com uma pistola. No meio da troca de tiros, ele tentou pegar um fuzil, mas morreu antes de usá-lo”, explica o delegado Hamilton da Paz, titular do Cope.

Arsenal
Dentro do veículo, os policiais apreenderam cinco fuzis, duas metralhadoras, quatro pistolas, seis coletes balísticos (dois eram da polícia), quatro toucas balaclavas e uma máscara, além de quase 400 munições, máquinas de choque e radiocomunicadores na frequência da Polícia Militar.

“Infelizmente não pudemos detê-lo, para que ele pudesse nos repassar seus crimes, mas a retirada de circulação de todo este armamento traz mais segurança para a população de Curitiba”, ressalta Paz.

A equipe de investigação, com apoio de policiais da Delegacia de Furtos e Roubos, ainda apreenderam, no condomínio, o Kia Soul placa ATK-4609, roubado em Curitiba, no dia anterior.

Na residência onde os suspeitos se alojavam havia apenas um colchão e diversas garrafas de cerveja. Os investigadores já tem pistas dos outros integrantes da quadrilha.

Aviso
“Este é o cartão de visitas da nossa administração. Não vai ter moleza para bandido no Paraná”, afirmou Marcus Vinícius Michelotto, novo delegado-geral da Polícia Civil.

FONTE: PARANA ONLINE

>(sp) Integrante de quadrilha de roubo de carga é detido

>

Um homem suspeito de integrar uma quadrilha especializada em roubo de cargas foi preso pela Polícia Civil de São Bernardo.

Evandro de Oliveira Souza, 19 anos, foi detido por investigadores do 1º DP (Distrito Policial) na favela do DER, perto do local onde teria atacado o motorista de um caminhão na tarde de 8 de dezembro.

Segundo a polícia, na ocasião, ele e um comparsa abordaram as vítimas, que entregariam mercadorias à unidade de uma rede de lojas de eletrodomésticos localizada na Rua Marechal Deodoro, no Centro da cidade. Quando passava pela Rua Olavo Bilac – perto do Estádio Primeiro de Maio – a dupla foi atacada pelos criminosos, que fugiram levando uma carga de televisores.

Souza foi reconhecido pelas vítimas do roubo e indiciado. A juíza da 4ª Vara Criminal de São Bernardo aprovou o pedido de prisão temporária do acusado por 30 dias. “Temos um tempo para seguir nas investigações, tentar encontrar o comparsa dele (Souza) e descobrir outros roubos em que eles possam ter participação”, afirmou o delegado do 1º DP, Victor Lutti.

Souza já tem passagens por homicídio, formação de quadrilha e receptação de mercadoria roubada.

FONTE: DIARIO DO GRANDE ABC

>(SP) Limeira é ‘entreposto’ para roubo de carga

>


Policiais rodoviários de Limeira conseguiram frustrar ontem os planos de uma quadrilha responsável pelo roubo de uma carga em Minas Gerais.

Horas depois do crime, patrulheiros interceptaram a carreta na Via Anhanguera. O motorista foi preso acusado de integrar o bando que promoveu o crime. Conforme alegou à polícia, antes de destinar finalmente a mercadoria roubada, Limeira seria um “entreposto” para o grupo.
Um carregamento com dois mil pneus automotivos, que eram transportados numa carreta-baú de uma empresa mineira, foi o alvo dos criminosos. O assalto aconteceu em São Gonçalo do Sapucaí (MG), durante a madrugada. E já no início da manhã, policiais rodoviários de Limeira foram informados sobre o roubo pela empresa que faz o rastreamento via satélite do veículo. Logo, patrulheiros localizaram a carreta nas imediações do km 143, por volta das 7h.

‘ENTREPOSTO’

Responsável por dirigir o veículo, o motorista J.B.O., de 33 anos, morador em Sumaré, ao ser detido, confessou transportar uma carga roubada. E afirmou ter sido orientado pela quadrilha a deixar a carreta com a mercadoria no pátio de um posto de combustíveis na Anhanguera, em Limeira, no sentido Capital/Interior. Acabou preso em flagrante por roubo e formação de quadrilha.

O ASSALTO

Apesar da alegação de apenas conduzir a carreta, recai a J. a suspeita de ter participado do assalto, já que seria exímio na direção de veículos longos. Um dos criminosos que assumiu a condução após o caminhoneiro ser dominado no assalto também sabia dirigir a carreta com destreza, conforme a vítima ressaltou à polícia. Primeiro, dois homens invadiram a cabina. Um estava armado e rendeu o caminhoneiro enquanto o outro desbloqueou o veículo.

3º ELEMENTO

Um terceiro envolvido, em seguida à abordagem – que ocorreu enquanto a vítima pernoitava em um posto de combustíveis -, assumiu a direção da carreta e fez o retorno para seguir no sentido a São Paulo. Pararam na pista e dois dos ladrões desceram com o caminhoneiro. Havia outros dois carros na cobertura à ação. Num cafezal, foram cerca de três horas refém. Ao amanhecer, a vítima percebeu que não era mais vigiada e correu para a pista. Depois, comunicou o crime à Polícia Rodoviária Federal.

FONTE: JORNAL DE LIMEIRA

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.