(SP,MT) Polícia confirma prisão do "mais procurado ladrão de carretas" em MT

A Polícia Civil confirmou, esta manhã, a prisão de Sidney Bittcurt, conhecido por “Homem Aranha”. Ele foi localizado pela Gerência de Combate ao Crime Organizado (GCCO) em Jales, São Paulo. É acusado de roubar carretas e apontado pela polícia como o “mais procurado pelas em Mato Grosso”. Ele havia sido preso em setembro deste ano, mas a polícia “paulista não tinha conhecimento de suas habilidades criminosas, nem que ele era procurado pela justiça mato-grossense”.

Conforme os policiais, vários contatos foram feitos com a Polícia de São Paulo, contudo, lá eles não haviam conhecimento da prisão de Sidney. Acreditando ser realmente verídica a informação recebida, os policiais do GCCO encaminharam a Polícia Civil da cidade de Jales o prontuário de identificação civil e criminal do foragido Sidney Bittcurt. “Ao confrontar com as impressões digitais de pessoas presas envolvidas em roubo de cargas e carretas em uma recente operação feita pela Policia Civil de São Paulo, os policiais chegaram a pessoa de Antonio da Silva Barbosa preso no último dia 30 de setembro de 2011, durante recente operação de repressão a roubos e furtos de cargas naquele Estado”.

De acordo com o GCCO, os policiais paulistas ficaram surpresos quando descobriram através das informações repassadas pela Polícia Civil de Mato Grosso que tinham sob custódia um dos maiores ladrões de cargas do Estado de Mato Grosso. O acusado estava detido com eles, fazendo uso do nome fictício de Antonio da Silva Barbosa.

Ele é procurado em vários estados da federação. Sua quadrilha tem ramificações no Estado de Rondônia, onde Sidney Bittcurt tem mandado de prisão decretado, além dos estados de Mato Grosso, Goiás, Mato Grosso do Sul e São Paulo.

Em Mato Grosso, a fuga do criminoso e dos colegas de celas é investigada pela Gerência Estadual de Polinter. O inquérito policial está em trâmite.

O foragido da justiça de Mato Grosso, Sidney Bittcurt, protagonizou em setembro de 2010 uma das mais espetaculares fugas da Penitenciária Central do Estado. Na ocasião empreendeu fuga da Penitenciária saindo pela porta da frente.

Ao fugir, Bittcurt levou ainda mais dois traficantes, incluindo Augusto Rodrigues Martins, apontado pela Polícia Federal como chefe de uma quadrilha de tráfico internacional de drogas e receptação de carretas, preso em novembro de 2009, e Anderson Luiz Oliveira Silva, preso por envolvimento com o tráfico.

Anteriormente, Sidney Bittcurt também tinha fugido da Penitenciária de Segurança Máxima da Mata Grande, em Rondonópolis, de onde sumiu de forma misteriosa em 22 de setembro de 2002.

Além de possuir um vasto histórico criminal, que compreende crimes de roubo, receptação, porte de arma, sequestro, latrocínio (roubo seguido de morte), formação de quadrilha entre outros ele ainda registra em seu currículo criminoso várias fugas de penitenciárias e cadeias.

Sidney Bittcurt adotou o codinome “Homem Aranha” devido a sua peculiar habilidade em roubar camioneiros e carreteiros que transportavam combustíveis. Durante os roubos “saltava sobre os veículos ainda em movimento” e, logo após, mediante emprego de arma de fogo e grave ameaça rendia os motoristas que, posteriormente, eram levados a cativeiros improvisados em meio à mata fechada.

FONTE: SÓ NOTICIAS

(RJ) Ex-policiais do Noroeste detidos por participação em roubo de cargas

Uma ação conjunta das forças policiais de Santo Antônio de Pádua e de Itaperuna, realizada na manhã desta terça-feira (11/10), em São José de Ubá, no Noroeste do Estado, teve três homens detidos, sendo dois ex-policiais militares, um do Rio de Janeiro e outro do Espírito Santo, por denúncia de esquema em roubo de cargas na região.

Foram cumpridos seis mandados de busca e apreensão expedidos pela Justiça e pelo Ministério Público de Itaperuna. Ao todo 25 policiais militares de Itaperuna e do Serviço Inteligente de Itaperuna e Santo Antônio de Pádua participaram da operação que teve início nas primeiras horas desta terça.

As investigações tiveram início há cerca de 60 dias depois de denúncia anônima de que os roubos estariam acontecendo na RJ-168, que liga as cidades de Santo Antônio de Pádua e Bom Jesus de Itabapoana.

Foram apreendidas cinco armas, duas tocas ninjas, duas blusas e outros acessórios usados por policiais militares.

A ocorrência foi registrada na 143ª Delegacia Legal de Itaperuna. Os detidos prestaram depoimento ao delegado Maurício de Barros e se confirmadas duas participações, deverão responder por formação de quadrilha de roubo e porte ilegal de armas.

FONTE: URURAU

(MT) Em falsa blitz, bando rouba caminhões com cargas

Três assaltantes usando camisetas da Polícia Civil montaram duas falsas operações para, em poucas horas, roubar caminhões de carga, no domingo (9), na Rodovia dos Imigrantes, em Várzea Grande.

Os ladrões, no entanto, abandonaram as carretas com as respectivas cargas porque alegaram que “erraram” de alvo, pois pretendiam roubar uma carreta com cassiterita, mas roubaram uma transportando madeira.

A outra, carregada com motocicletas da marca Dafra, também foi abandonada porque os ladrões acreditavam se tratar da marca Honda.

Segundo o motorista da carreta de madeira, os assaltantes, disfarçados de policiais, estavam em dois automóveis,  um Fiesta preto e uma picape Strada branca. A falsa blitz ocorreu ontem à tarde, nas proximidades do trevo de acesso a localidade de Bonsucesso, zona rural da Cidade Industrial.

“Os bandidos chegaram pedindo documentos da carreta. Assim que foram mostrados, um deles sacou um revólver e me rendeu. Os dois entraram na cabine e me levaram até um matagal, próximo do ponte Mário Andreazza” relatou o motorista.

Como a carreta tem rastreador, o motor apagou e os ladrões abandonaram o veículo com a carga, próximo ao rio Cuiabá, na Rodovia dos Imigrantes. Os bandidos comentaram com o motorista que procuravam uma carga de cassiterita.

A outra blitz falsa ocorreu na própria Rodovia dos Imigrantes, por volta das 18 horas, nas proximidades de um posto de combustível, no bairro São Mateus, em Várzea Grande. No local, os assaltantes renderam o motorista de caminhão baú que transportava dezenas de motocicletas.

O motorista disse que viu três homens com camisetas de policiais civis e parou. Da mesma forma, os ladrões pediram os documentos. Assim que buscou os documentos do veículo, um dos bandidos sacou um revolver e entrou na boléia. O motorista ficou num cativeiro improvisado.

Assim que chegaram ao local, os bandidos checaram a carga e ficaram irritados ao saber que se tratava de motos Drafa. Um deles ligou para uma pessoa – supostamente o chefe – informando que haviam roubado o “caminhão errado”. Não demorou muito e o caminhoneiro foi colocado num Gol preto e abandonado no pátio do Posto 2006, na entrada do bairro São Mateus.

A vitima acionou a PM, que localizou o caminhão com as motos abandonado na rodovia. Os policiais fizeram rondas nas proximidades, mas não localizaram os criminosos.

FONTE: MIDIA NEWS

(SP) Polícia investiga quadrilha de roubo de caminhões na Marginal Tietê

Segundo a polícia, criminosos pediam ajuda mecânica e rendiam motoristas. Eles usavam pelo menos quatro veículos para roubos, segundo o Deic.

A Polícia Civil de São Paulo investiga uma quadrilha de roubo de caminhões na Marginal Tietê, que atua principalmente no trecho entre o viaduto Engenheiro Alberto Badra, na Zona Leste, e a Ponte do Piqueri, na Zona Norte. De acordo com as investigações, eles utilizam pelo menos quatro automóveis.

A tática dos criminosos, segundo a polícia, é emparelhar junto à cabine da vítima e pedir ajuda para resolver um suposto problema mecânico. Quando os motoristas param, a quadrilha anuncia o assalto e os rendem no acostamento. De acordo com os policiais, a abordagem é feita por pessoas diferentes, inclusive mulheres.

Na terça-feira (4), agentes do Grupo de Combate a Facções Criminosas (GCF) do Departamento de Investigações sobre Crime Organizado (Deic) prenderam, no Jardim Joemi, em Guarulhos, na Grande São Paulo, um suspeito de fazer parte do esquema. Segundo a polícia, ele confessou a participação em 15 ataques em um intervalo de dez dias.

De acordo com as investigações, no local da prisão funcionava o cativeiro onde ficavam os motoristas. A equipe do Deic chegou ao local por meio de uma informação fornecida por uma vítima, de 39 anos, atacada na segunda-feira (3). Segundo os policiais, ela contou que, depois de dominada, foi encapuzada e colocada em um Vectra que a levou a duas torres de rádio na divisa entre Itaim Paulista, na Zona Leste, e Guarulhos.

A vítima conseguiu observar o local porque outro refém, dizem os policiais, abordado anteriormente, aproveitou o descuido dos carcereiros e fugiu. O motorista acabou solto no Parque Novo Mundo, na Zona Norte.

Além de prenderem o suspeito, policiais também identificaram outro integrante. Segundo o delegado Márcio Martins Mathias, do GCF, o alvo principal dos criminosos é o caminhão. “Se tiver carga e for de alimentos, eles deixam os moradores ficarem com os produtos. Dessa maneira, conseguem colaboração da comunidade”, afirmou o delegado.

Segundo a polícia, a vítima reconheceu o preso como participante do roubo e responsável pelo cativeiro. Agora o Deic investiga quem são os outros integrantes da quadrilha.

FONTE: G1 SP

(RS) Polícia prende suspeitos de roubos a caminhões na saída do Porto de Rio Grande

Com um tiro, criminosos quebravam os vidros dos caminhões e rendiam o motorista.

A Polícia Civil de Rio Grande, no sul do Estado, prendeu três suspeitos de integrar uma quadrilha que roubava caminhões na saída do Porto. A operação ocorreu nesta manhã e contou com a participação de 21 agentes e um delegado da 3ª DP, localizada no balneário Cassino.

Os criminosos estavam atuando desde o ano passado. Eles se concentravam próximo a uma curva na estrada que liga o Porto de Rio Grande a Pelotas (BR-392), bem próximo à saída dos terminais. Como a manobra exigia uma diminuição na velocidade dos veículos, os criminosos aproveitavam para agir. Com um tiro quebravam os vidros dos caminhões e rendiam o motorista, que era mantido refém dentro do mato vizinho à rodovia. Outros dois criminosos conduziam o veículo até um receptador. Só quando a carga era entregue, o caminhoneiro era liberado.

As investigações começaram em dezembro do ano passado e não devem terminar por enquanto. A polícia suspeita que haja, pelo menos, mais um integrante. Segundo a delegada Carolina de Bem, um dos homens presos estava com uma arma. Bens suspeitos de terem sido roubado dos caminhões também foram encontrados na casa de um dos presos.

FONTE: ZERO HORA

Integrantes de quadrilha especializada em roubo de cargas na região são …

(MG) 2 milhões: Galpão com cargas e carreta roubadas

Vereador Juarez Fagundes, da Câmara de Luisburgo, alugou o galpão onde os materiais estavam escondidos

Uma carreta e cerca de dois milhões de reais em eletrônicos, roupas e materiais hospitalares roubados foram localizados num galpão alugado no bairro Bom Jardim, em Manhuaçu. O vereador Juarez Fagundes, da Câmara de Luisburgo, alugou o imóvel e é acusado de integrar a quadrilha.

A descoberta do galpão foi resultado de uma ação integrada das Polícias Militar. A informação passada à polícia dava conta de que o galpão estava sendo utilizado por membros da quadrilha para esconder as mercadorias. É um local isolado, próximo à antiga pedreira Bom Jardim. Como o imóvel permanecia fechado, não chamava a atenção dos moradores.

Segundo o Tenente Fernando, da Polícia Militar de Manhuaçu, foi possível visualizar o cavalo mecânico Iveco, placa IQG 4204-Canoas (RS). “Através de uma abertura na porta, os policiais visualizaram a placa da carreta. Consultamos no sistema e verificamos que havia sido tomada de assalto no dia 09. Também percebemos que havia uma grande quantidade de produtos, que poderiam ser produtos de crime, o que foi confirmado depois”, detalha.

De acordo com o apurado, a carreta foi roubada em Itaperuna (RJ). As caixas estavam com cosméticos, eletrônicos, têxteis e aparelhos de ar condicionado de valor elevado. Todos os produtos são originários de cinco roubos seguidos, ocorridos nos últimos dias.

Segundo o Tenente Fernando, o galpão servia para esconder as cargas roubadas e ainda era o ponto de distribuição da mercadoria. “A quadrilha chegava aqui com a carga, fazia transbordo da carga para um caminhão menor e assim distribuia o material na região”, conta o oficial.

Ação da quadrilha também vinha sendo investigada pela Delegacia de Furtos e Roubos de Manhuaçu. Um dos investigadores disse que um integrante do “bando” fez uma ligação solicitando um caminhão para remover uma carga de cobre. A partir daí, a atenção do trabalho policial ficou voltada para o galpão situado no Bairro Bom Jardim.

Os primeiros levantamentos das polícias identificaram três integrantes do grupo especializado em roubo de cargas. O imóvel foi alugado há dois meses e, o contrato de locação está em nome do vereador do município de Luisburgo, Juarez Fagundes.

O acusado de integrar a quadrilha de roubo a carga foi procurado pela reportagem, mas não quis falar sobre a acusação. Ele alegou que estava muito nervoso.

FONTE: PORTAL DO CARAPAÓ

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.